LISANDRA

Na pele a carícia de uma brisa suave

 Frescor de um interior sem culpa

Os pensamentos são pássaros Batendo as asas, fazendo vento

Compondo melodias doces

O sorriso é brando e livre

Escapa pelo canto da boca

 E denuncia a leveza da alma

 

LISANDRA

Nella pelle la carezza di  un’affabile vento

Freschezza dell’intimo  senza colpa

Il pensieri  sono  uccelli battendo …, facento vento

Scrivendo  dolci  melodie

Il  sorriso  è libero e gentile

Schiva per l’angolo  della bocca

E denuncia la delicatezza d’anima

By  Isabel

Esse post foi publicado em Poesia. Bookmark o link permanente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s