IRONICA ALLEGRIA

Formichina

Formichina

L’infaticabilità insita nel DNA,

minuscola formica s’avvia

una d’infinita teoria.

Tenace. lavora e cammina,

scalza e trascina,

tace e avanza senza riposo,

schiva la vischiosa lingua del formichiera

ma incredula incappa nel dolore,

accetta le tenaglie del suo guerriero:

– in sovrannumero –

e s’aprono per lei pascoli dorati

in un flebile canto di speranza.

 

M.Pia Pavani

Esse post foi publicado em Poesia. Bookmark o link permanente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s